sábado, 16 de junho de 2007

Gatos de Biblioteca





Existe um local na internet, o Library Cats Map , cujo projecto é catalogar os gatos que vivem em bibliotecas de todo o mundo. Os gatos são catalogados por região, nome, tempo que lá vivem e biblioteca adoptada. Pode parecer surpreendente, mas centenas de gatos escolheram viver entre os livros. Gatos e livros, são de facto uma relação perfeita. Nenhum outro animal sabe respeitar tão bem o silêncio de quem lê ou de quem escreve. Será por isso que tantos escritores e poetas elegeram o gato como seu animal de estimação?
Muitos destes gatos catalogados pelo Library Cats Map têm fotos on-line e até sites. Alguns exemplos são Sonnet, da Biblioteca de uma escola na Califórnia, ou Max, da Biblioteca de Pasadena, ou Hemingway, da Biblioteca Pública de Southern Peaks, no Colorado, ou Bessie, que viveu na Biblioteca do Instituto de Mecânica de São Francisco. Grande parte destes gatos têm nomes de escritores.
Na foto, eis Starsky, que habita na Médiathèque Monnaie Romans sur Isère Novels, em França.

Acerca de Gatos

Contigo chegam os gatos: à frente
o mais antigo, eu tinha
dez anos ou nem isso,
um pequeno tigre que nunca se habituou
às areias do caixote, mas foi quem
primeiro me tomou o coração de assalto.
Veio depois, já em Coimbra, uma gata
que não parava em casa: fornicava
e paria no pinhal, não lhe tive
afeição que durasse, nem ela a merecia,
de tão puta. Só muitos anos
depois entrou em casa, para ser
senhor dela, o pequeno persa
azul. A beleza vira-nos a alma
do avesso e vai-se embora.
Por isso, quem me lambe a ferida
aberta que me deixou a sua morte
é agora uma gatita rafeira e negra
com três ou quatro borradelas de cal
na barriga. É ao sol dos seus olhos
que talvez aqueça as mãos, e partilhe
a leitura do Público ao domingo.

Eugénio de Andrade

3 comentários:

Ana Luísa & Francisco disse...

Adorei a ideia. Pena que Portugal não conste da lista. Lembrei-me logo duma livraria que existe nas Caldas da Rainha em que estão presentes dois gatos...
Tenho um casal de gatos e não poderia viver sem eles.
Bjs

O Réprobo disse...

Inês:
gostei tanto que avisei os Responsáveis pela Biblioteca Municipal de Cascais, os quais já estão a proceder à inscrição da Gatinha que por lá mora. Em breve o nosso País também estará representado.
Beijinho

ChandrA Nanda disse...

Nao entendi a questão da problematizaçao da gata que paria no quintal, é a lei perfeita da natureza!!!!!!